quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Classic


Stevie Wonder
Colocado por kouba

Hic Hic Hurra

Dizem que existe publicidade encapotada em manuais escolares

E a aldeia vai mais longe, provando-o para que todos fiquem cientes do fenómeno.
Eis uma pequena brochura (adoro este termo) que fazia parte de uma disciplina de educação sexual que foi indecentemente aproveitada por um partido político das Filipinas para propagandear as suas ideologias.
E ainda por cima com uma mensagem na capa do nosso candidato cozinheiro sueco dos Marretas, o qual se aprestava para substituir Luísa Mesquita no Parlamento, que desta forma aproveitou para mostrar ao mundo os seus profundos conhecimentos sobre a realidade comunista internacional ao afirmar, de forma inequívoca, "hinggil sa pagpipigil ng panggigigil!".
Hic Hic Hurra

Mais um que faz contas à Teixeira dos Santos

Fiquem, pois, a saber que o hipermercado que abre às 9 fica dentro do centro comercial que abre às 10!
Deve ser o tempo necessário para que os clientes façam uma lista de compras completa, de modo a que tragam tudo o que necessitam e não cheguem a casa chateados por se terem esquecido de algo que lhes fazia falta.
Hic Hic Hurra

Azambuja, ontem pela manhã

Excerto de um diálogo ocorrido numa casinha com quintal:
Mãe - Zé Manel, vai lá dar a ração aos pintos, faz favor, e desliga-me o raio do computador!
Filho - Já vou mãe... Ups!!!!! - fechando a porta com estrondo.
Mãe - O que foi, filho?
Filho - Sabes, lembrei-me agora que tenho um importante compromisso com a casa-de-banho, acho que os pintos ficam para depois, se ainda lá estiverem, é claro...
Mãe - Mas, o que dizes tu?
Filho - Se olhares pela janela da sala vais perceber - apressando-se para a casa-de-banho com uma faca de cozinha na mão, barricando-se no interior - e, entretanto, diz ao pai que ele tem no quintal uma oportunidade soberana de te oferecer aquele casaco de peles com que tu sempre sonhaste! Mas ele que vá de armadura e de G-3!!!!
Hic Hic Hurra

quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Decidi ficar ao lado de Sócrates,

após estes três de (des)governação.
É que se fico atrás, o gajo caga em mim; se fico à frente, fode-me!

Classic


Hic Hic Hurra

Como sabemos que nos estão a dar baile


Actuando em play-back, sem que tal implique a recordação daquele grande êxito do saudoso Carlos Paião?
É simples, basta olhar atentamente para a foto e logo, logo, descobrem a marosca...
Frio... morno... quente... a escaldar!!!!!
Hic Hic Hurra

A aldeia sugere ao PM


Os Gato Fedorento para novo Ministro das Obras Públicas. Também fazem rir a malta e seriam quatro a receber apenas um vencimento. Teixeira dos Santos esfregaria as mãos de contente...


O Cardeal Patriarca de Lisboa, D. José Policarpo, para Ministro da Saúde, pois este é um sector onde, parece-nos, só com vários milagres é que o Governo conseguirá encontrar o caminho certo, vislumbrando a luz ao centro da sala de operações.

O exemplar da foto para Ministro da Economia e da Inovação, aliando-se ao disparate natural inerente ao titular do cargo uma maneira de estar que em tudo dignificaria o país, inovando e de que maneira a pasta.
Hic Hic Hurra

A respeito das mudanças no Governo

"Também me parece, ó Sócrates. E então?"
in O pêndulo de Foucault, Umberto Eco, Difel, 17.ª Edição, página 275
Hic Hic Hurra

terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Classic


Hic Hic Hurra

Por falar em desporto

Eis o que sucede quando se mete um cinturão negro de karaté a praticar uma modalidade tão graciosa e pacífica como o hóquei no gelo.
A parte positiva é que o adversário, mesmo que vá ao chão, fica logo com a carinha no gelo e isso ameniza de imediato quaisquer dores que, eventualmente, venha a ter.
Ah... e o árbitro não marcou falta, já que aquele não é um desporto para maricas (sim, Senhor Marquês, o que V. Exa. joga com um taco chama-se golfe e esse V. Senhoria pode jogar, fique descansadinho).
Hic Hic Hurra

Uma questão de prioridades

Embora existam coisas que nos recusamos a ser, doa a quem doer!
Hic Hic Hurra

Probleminha no sistema de ejecção preocupa Força Aérea


A Força Aérea Portuguesa está preocupada com um pequeno problema que parece afectar o sistema de ejecção de pilotos nos F-16.
Só ontem ficaram com a real percepção do problema pois quando se despenhou, felizmente sem fazer vítimas, uma daquelas aeronaves o piloto teve de se ejectar (atenção, não ler injectar) e as últimas notícias que a FAP dele tem deve-as à cortesia do pessoal da NASA que, estando a decorrer uma missão de reparação num satélite colocado na órbita terrestre, tirou uma fotografia ao piloto.
A aldeia teve, como é seu apanágio, acesso à foto e publica-a aqui para que a sua família não se preocupe...
Ele está bem de saúde, meio assustado é certo com o impulso, e regressará à Terra, em princípio, quando o space-shuttle Atlantis regressar da missão, lá para finais do mês de Fevereiro.
Será que os F-16 ainda estão dentro da garantia, para accionar a cláusula respeitante à venda de produto defeituoso?
Hic Hic Hurra
Nota - Só é pena é que o primeiro astronauta português tenha ido parar ao espaço devido a um acidente de percurso.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Foto de praia de 6.ª feira (Que saudades desta rubrica...)




Classic


Hic Hic Hurra

O condutor organizado mantém sempre registos

E não apenas das datas de revisões e inspecções mecânicas efectuadas ao seu veículo, ou mesmo das multas que já lhe passaram ao longo de toda uma vida ao volante.
O verdadeiro condutor organizado orgulha-se do que faz e quer dar público conhecimento das suas capacidades inatas.
Ah... e pode também ter o vício daquele jogo de cartas, a sueca, e ser fanático por realizar a contabilidade dos jogos que a sua equipa ganha, algo que pode muito bem actuar no seu subconsciente de uma maneira que ele nem sente.
Hic Hic Hurra

ASAE vai ser enviada para o Kosovo

Estando para qualquer momento o anúncio oficial de independência que, prevê-se, irá ser foco de grandes conflitos na região, José Sócrates, devido às excelentes relações que soube cultivar durante o tempo em que esteve à frente do Conselho da Europa, prontificou-se a enviar um auxílio de peso para aquela zona, nada mais nada menos que os elementos da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica que fazem parte de um corpo de elite e recebem formação adequada em armamento.
A aldeia sabe que já existe um breve comunicado preparado para ser lido à comunicação social, no qual se explica a grande razão de ser da intervenção da ASAE: como é no KosOVO, há sempre o perigo de haver infecção através da ingestão de salmonelas.
E até o próprio Durão ficou baboso com mais esta prova de eficácia do grande engenho político nacional...
Hic Hic Hurra

Bastonário da Ordem dos Advogados oferece prenda


Destinatário da mesma: O nosso querido Ministro das Finanças.
E foi tão boa que ele não se cansa de falar sobre o assunto em público.
Hic Hic Hurra

sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Classic


Hic Hic Hurra

Desbloqueador de problemas

Digo eu: não seria, quiçá, mais fácil entrar no carro e chegá-lo mais à bomba?
Francamente, ou o senhor em questão acha que a mangueira pode esticar mais ou está a preparar-se para entrar, como actor principal, num filme do Tarzan para a terceira idade.
Hic Hic Hurra

Dúvida existencial

Alguma alma caridosa poderia ter a gentileza de me informar se o futuro aeroporto de Lisboa esta semana ainda permanece em Alcochete ou o Governo já mudou novamente de ideias, preparando-se para indemnizar os autarcas das localidades a sul do Tejo mais próximas?
Hic Hic Hurra

Sporting contrata, por empréstimo ao AC Milan, defesa esquerdo

Gremlin, ou lá como o raio do homem se chama, de nacionalidade argentina, já afirmou, por telefone (chamada a pagar no destino, pois está claro, já que a crise continua instalada na aldeia e o Chefe, apesar de não dar sinais de vida, ainda marca a sua presença intimidatória em todos nós), que vem para ser titular e aproveitou para esclarecer que não gosta de macaRonny e Had dizimar a concorrência.
Pode ser que as coisas melhorem agora nesta época ao nível do melhor filme de ficção de Spielberg, já que os adeptos dos outros clubes se divertem com as nossas exibições e todos nós, sportinguistas, terminamos os jogos convencidos que o que acabámos de ver não pode ser real...
Hic Hic Hurra

Segundo a CMVM



O BCP teria prestado falsas informações à entidade de supervisão, isto a fazer fé no teor das declarações do presidente daquela Comissão, prestadas no decurso do dia de ontem perante a Comissão Parlamentar de Orçamento e Finanças onde foi ouvido.
A aldeia não compreende o alarido que tal conduta suscitou na opinião pública e até vaticina um futuro próspero para aquela instituição bancária nacional, uma vez que o Governo fez o mesmo com todos os portugueses nos últimos anos e, ainda assim, parece determinado a cumprir, nas calmas, a totalidade do seu mandato.
Temos ou não razão?
Hic Hic Hurra

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Ele há coisas sem preço


Como um bom bocado passado entre pessoas que muito estimamos.
Dobrada a primeira impressão, e sempre com a ajuda de um bom tinto, tudo o resto só pode ser conversa!
E da boa, sem qualquer tipo de "obrigatoriedades", como é de calcular...
Hic Hic Hurra
Nota - E agora vou para casa brincar com as minhas bonecas russas.

Classic


Hic Hic Hurra

Quando a arte de tourear é, igualmente, uma diversão

Para todos os que condenam as touradas, nomeadamente através da imposição de sacrifícios aos animais (o uso de bandarilhas ou mesmo a sua morte na arena, como sucede na vizinha Espanha são meros exemplos do que afirmamos), e sem cuidar de tomar partido na querela, a aldeia afirma que existem situações, como a da foto, onde é visível que todos se divertem.
Já viram como o touro salta por cima do homem?
E o passo que se segue é o touro agachar-se e esperar que o seu parceiro de lide lhe faça o mesmo.
Só desejamos que, durante aquele acto de pura diversão e no preciso momento em que, de pernas abertas, o seu parceiro se mostre em plena execução do salto de transposição, o exemplar bovino não se lembre de levantar a cabeça.
Hic Hic Olé

Dúvida existencial

Em Nápoles anda tudo preocupado, e com razão, com os efeitos colaterais da greve dos trabalhadores de recolha de lixo, que tem levado a situações de verdadeira calamidade pública, com o acumular nas vias e locais de uso público de detritos que não são recolhidos e tratados.
Agora surge a notícia que se mostra necessário realizar testes à qualidade do ar, pois suspeita-se que existe um elevado nível de dioxinas susceptível de criar um aumento de casos de cancro.
Por essa ordem de ideias, deixo aqui a questão que me tem atormentado durante o dia de hoje: que resultados apareceriam se fizessem semelhante teste no local da imagem que aqui deixo publicada?
Hic Hic Hurra

Afinal a GNR não perdeu as 73 gramas de droga


O caso está resolvido, segundo revelou à aldeia o Major Copa Sado, relações públicas daquela força de segurança.
Tudo se passou quando o 1.º Sargento Monteiro Maria, ao regressar de uma operação de rua, meio a dormir depois de 48 horas ininterruptas a fazer vigílias, esfomeado, decidiu ir preparar uma papa Maizena para se fortalecer.
Ao lado da embalagem estava a droga apreendida, devidamente embalada, pelo que a confusão foi natural.
E o mistério só se desvendou quando deram com o dito 1.º Sargento, qual bela adormecida, com uma tigelinha de papa de cocaína ao lado, revelando assim uma situação de autoconsumo.
Errar é humano, não é verdade?
Hic Hic Hurra

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Isto sim, é o verdadeiro artista!



Que nem quando se afunda deixa de cantar.

Classic


Hic Hic Hurra

Andava eu a matutar...

... sobre a melhor maneira de explicar ao mundo o que era um pleonasmo, estando até com a cuca fria (como dizem no país irmão da gente), quando vejo com os meus olhos este belíssimo cartaz.
Desta forma, em menos de 24 horas, graças a esta surpresa inesperada, encarei de frente a questão e consegui, aqui, resolver o meu problema sem esquentar no lume.
E todos serão unânimes, espero-o, em admitir que a coisa até correu bem.
Hic Hic Hurra

Portugal, na visão estratégica de S. Exa. o Ministro das Finanças

Um verdadeiro
de

Qual crise económica internacional, qual quê!
Estamos preparados para o que der e vier!
Hic Hic Hurra


A aldeia descobriu a quem pertencia a mochila

Ontem o país inteiro ficou suspenso por aquela que seria a primeira ameaça terrorista neste século em Portugal. Bem, vamos reformular a frase inicial: por aquela que seria a segunda ameaça terrorista neste século em Portugal (ainda é de manhã e não estava a pensar no Governo. Pelo lapso, que não foi intencional, apresento as devidas desculpas aos leitores).
Tudo se passou na estação do Metro em Telheiras, onde foi descoberta uma mochila suspeita com um lenço árabe em cima, o que criou uma situação de algum pânico e originou a detonação da mochila em ambiente de grande aparato policial e com honras de cobertura em directo pelos órgãos de comunicação social (um verdadeiro Big Brother da vida real, portanto).
Mas não, o sucedido teve na sua génese um mero esquecimento de um antigo jogador de futebol do grandioso Sporting (solicita-se a quem não seja simpatizante que substitua o adjectivo grandioso pelo adjectivo fabuloso) que, tendo regressado por momentos ao Alvalade XXI, se esqueceu dos pertences na carruagem do metropolitano.
Tudo devidamente empacotado e embalado numa bela mochila (quem se recorda da alcunha deste jogador, quem é?), tapada por um lindíssimo lenço feito na Bulgária que, assim de repente, até parecia um lenço árabe (e o que não se parece, hoje em dia, com um lenço árabe?).
E aqui termina mais este directo da aldeia, realizado com o alto patrocínio da embaixada da Bulgária, que começou em Lisboa e terminou em baSÓFIA.
Hic Hic Hurra

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Classic


Hic Hic Hurra

A aldeia foi investigar as origens do líder do PNR

E descobriu que José Pinto Coelho, antes de se radicar em Portugal e fundar o Partido Nacional Renovador, trabalhou na sua juventude nos Estados Unidos da América, por conta de outrem, numa empresa que fazia o transporte de pequenas quantidades de mercadorias, utilizando uma viatura que decorou a seu gosto.
Não dizem que é de pequenino que se torce o pepino?
Hic Hic Hurra

O melhor amigo é... (Parte II)


... no fundo, aquele que tem tudo a ver connosco e com o qual nos identificamos de imediato.
Hic Hic Hurra

O melhor amigo é... (Parte I)


... aquele que tem um perfil idêntico ao nosso.
Hic Hic Hurra

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

Quem fomos descobrir no Paquistão

Como deixar de ser virgem em 10 segundos

video

Classic


Hic Hic Hurra

Projecções económicas da aldeia para 2008

Tendo em atenção que Portugal, através do seu Governo, é o único país europeu que se mostra optimista quanto ao crescimento da economia para o ano de 2008, a aldeia decidiu recolher o contributo de um especialista em assuntos financeiros de nacionalidade muçulmana cujo segredo, ao que sabemos, radica no facto de solicitar, virado para Meca, um sinal divino para os tempos vindouros.
Desta forma, Salam Aleques Endem-Azia, ajoelhou-se de propósito para responder à pergunta da aldeia e o sinal divino sobre o que nos espera a todos durante o próximo ano não poderia ser mais explícito.
Até eu, que costumo ter dificuldades em ler a sina nas borras do vinho, entendi perfeitamente a mensagem.
Hic Hic Hurra
Nota - O nosso especialista continua em convalescença, mas o bode em questão vai visitá-lo todos os dias e leva-lhe flores.

Ter força de vontade é...

"- É agora!!!!!" - diz o feliz proprietário do veículo que se faz à ultrapassagem - "O GPS diz que não há trânsito em sentido contrário nos próximos 40 Km!!!!"
Hic Hic Hurra

Vamos tratar-lhes da saúde?

(ou, Uma visão muito pessoal sobre o Sistema Nacional de Saúde em Portugal)
Ainda recentemente foi dado público conhecimento do falecimento de mais duas crianças antes da chegada às urgências hospitalares a que pertenciam.
Para além de se lamentar, e muito, a perda da vida humana (ainda para mais, tratando-se de crianças), houve um necessário e evidente aproveitamento da situação dramática para se fazerem críticas ao Governo, procurando-se um nexo causal que, inexistindo ou não (desconheço-o), levaria à conclusão de que estas seriam as temidas consequências do encerramento de várias urgências por este país fora e com o consequente aumento do tempo de chegada aos primeiros socorros que devem ser prestados a todos os que correm sério risco de vida.
E gostaria de, nesta pequena reflexão escrita, salientar precisamente este ponto: é da vida humana que falamos e é ela, tem de ser ela, o valor essencial que deve estar presente em cada Sistema de Saúde, seja ele português ou não.
O direito à vida é constitucionalmente garantido a todo o cidadão, mas é um bem cuja natureza é supraconstitucional, radica nos princípios fundamentais da própria existência humana, constituindo missão de qualquer Estado civilizado a sua protecção, em termos adequados.
O direito à assistência na doença não pode ser dissociado deste direito à vida, embora nem sempre este seja uma consequência daquele.
E já que falamos de consequências, neste ponto do raciocínio parece-me que não cumpre aqui discutir qualquer relação de causa-efeito entre as mortes e a medida governamental que, bem ou mal, foi tomada. Seria, a meu ver, uma discussão que apenas poderia levar a um acumular de interrogações, à semelhança do que sucede quando temos a garantia que existe uma relação dessa espécie entre o ovo e a galinha mas não conseguimos apurar qual deles apareceu em primeiro lugar. É uma consequência provável e possível, parece-me que sim, mas nem sempre assim será.
O que me salta à vista, desde logo, com esta medida é algo que eu considero secularmente sedimentado, ou seja, ninguém gosta que lhe retirem direitos.
Ainda para mais se esses direitos beliscam de imediato ou podem vir a beliscar futuramente a sua própria saúde ou a dos mais chegados.
É estranho que o poder político tenha chegado, em tempos, à conclusão que era necessário fazer-se um investimento na saúde através do reforço das urgências hospitalares para, poucos anos volvidos, vir constatar, afinal, que assim já não se justificava.
E é nesta constatação, irrefutável, que condenamos as medidas tomadas pelo Governo nesta área, pois ainda ninguém me conseguiu convencer da frieza dos números que tornavam extremamente necessária e imperiosa, em nome de um rigor orçamental que todos sabemos ser uma utopia em Portugal, uma reestruturação do Sistema Nacional de Saúde efectuada à custa daqueles que, precisamente, mais necessitam de atendimento imediato e urgente.
Com efeito, se as listas de espera dos doentes normais continuam a aumentar, o mesmo sucedendo com aqueles que aguardam a marcação de cirurgias (algumas, até, de risco considerável), se o atendimento nos Hospitais, pese embora o empenho e devoção de alguns, ainda deixa muito a desejar, se a dívida astronómica e galopante do sector público à indústria farmacêutica entrou em derrapagem e não se vê maneira de se conseguir a sua estabilização e se, ainda por cima, quando estamos aflitos temos de pedir a nós próprios, ao nosso corpo, que faça o favor de se aguentar por mais uns minutinhos ou horas até chegarmos às urgências, só podemos concluir que quem precisa de ir às urgências é o próprio Sistema Nacional de Saúde.
Contudo, à imagem destas medidas agora tomadas, receamos que a urgência que lhe fique mais próxima também se mostre encerrada, tal como a saúde de todos nós.
E a cura, haja ou não nexo causal entre uma situação e outra, faz-se, como sempre, na morgue e à nossa custa!
Hic Hic Hurra
Nota - Neste(s) Campo(s) estou como os restantes parceiros europeus no que toca ao crescimento económico para 2008: pessimista. Com a vantagem inegável de, na parte económica, não ser o único que discorda das projecções do nosso Governo.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Palavras para quê?

Clique no título e vá digerindo a coisa até segunda.
Bom fim-de-semana.
Hic Hic Hurra

Sondagem sobre os últimos reforços dos clubes da capital


A aldeia decidiu ir saber o que pensavam as crianças sobre os actuais reforços de Benfica e Sporting e foi efectuar uma sondagem de opinião em 30 infantários.
No universo dos inquiridos, composto pelos jovens de amanhã, adultos de depois de amanhã e, por esta lógica, idosos de aqui por sensivelmente uma semana, mais coisa menos coisa, com idades compreendidas entre os 3 e os 5 anos, ficámos a saber o seguinte:
Sobre Sepsi:
1 - 70% dos inquiridos preferem leite;
2 - 20% dos inquiridos gostam mais de "tota-tola";
3 - 10% dos inquiridos estavam na hora da sesta.
Sobre Tiuí:
1 - 70% dos inquiridos tiveram um como prenda de natal, mas não conseguiram montar os carris;
2 - 20% dos inquiridos tiveram bonecas como prenda de natal, mas brincaram com o do irmão, já viram um montado numa loja ou já foram com os pais num alfa pendular até ao Porto;
3 - 5% dos inquiridos estavam com a birra;
4 - 5% dos inquiridos estavam na hora da sesta.
Hic Hic Hurra

Experiência piloto foi um sucesso

Nos Estados Unidos da América uma força policial de um determinado Estado Federal, cansada da falta de civismo dos cidadãos que lidavam com os agentes destacados para o serviço nas ruas, decidiu implementar uma experiência no sentido de os disciplinar.
O plano passava por criar um corpo (e que corpo, raios) de elite, constituído apenas por elementos femininos da corporação (e que elementos femininos, raios), que conseguisse inverter, através da sua simpatia e atributos, a queda de popularidade da esquadra.
Ainda hoje os responsáveis por esta acção se congratulam com a eficácia da medida tomada, já que para além dos cidadãos andarem mais calmos (alguns velocistas dos asfaltos chegam mesmo a respeitar os limites de velocidade ou a estacionar ordeiramente, respeitando todas as indicações fornecidas) e acatadores das regras (não há homem multado que não fique com um olhar vítreo e um estupefacto sorriso na cara, nem criminoso que vá algemado a refilar ou a tentar fugir, como antigamente), a popularidade destas agentes não parou de crescer e os comentários nas ruas passaram do "filho da puta do bófia" para o "és mesmo muito boa" num ápice.
Medidas inteligentes, como os esquentadores, pois então!
Hic Hic Hurra

A diferença entre o homem e a mulher

A mente humana é uma coisa tramada, não é?
Hic Hic Hurra

Já agora deixem-me aliviar o meu stress

Combata o stress... cagando!

Porque sofri reclamações de pessoas que, sofrendo de stress, não dispõem de computador no seu local de trabalho e que, só de pensarem no Zé (que não o nosso, relembro!), lhes dá uma tremenda dor de barriga, aqui deixo uma segunda sugestão para aliviar o dito mal (ou maldito):

Special Classic


Hic Hic Hurra
Nota - Ao cuidado do Exmo. Senhor Inspector Serôdio. Humpf!!!!!!

Classic


Hic Hic Hurra

Vai abrir a época de caça


Esperemos é que, à semelhança da última vez em que tal sucedeu em Portugal, os caçadores não voltem a fazer a mesma pergunta ao Ministro.
Estão a pensar no teor da pergunta que fizeram?
Eu explico: discursava o Exmo. Senhor Ministro da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas junto a um grupo de caçadores sobre a abertura da época de caça quando um deles, farto de o ouvir falar, lhe pergunta, afinal, quando é que essa época ia abrir.
Ao que Jaime Silva, sorridente, respondeu: "Ora, assim que eu vos der o sinal!"
Depois foi o que se viu.
Hic Hic Hurra

Por causa da Lei do Tabaco

A aldeia soube, através da comunicação social, que existem nacionais da Alemanha que se deslocam propositadamente até à Polónia só para poderem fumar o seu cigarrinho.
Não compreendemos o espanto causado pela notícia, já que, em comparação, também entre nós existem portugueses que se deslocam propositadamente a Espanha, e mesmo a outros países, só para poderem obter um mínimo de qualidade de vida.
Hic Hic Hurra

Podem já não ter Janela


Mas são donos de uma espectacular vista para o Tejo.
Hic Hic Hurra

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

O contexto é tudo!

Classic


Hic Hic Hurra

Obama Sin Laden


Eis o slogan de campanha escolhido pelo candidato à presidência dos Estados Unidos da América para fazer chegar à comunidade porto-riquenha, mexicana e de outros países cuja língua oficial é o espanhol que trabalham e residem naquela grande nação, o seu plano de combate contra o terrorismo.
Só é pena é ele ainda não saber que eu sou o autor e, consequentemente, ainda não o estar a usar (raios, já poderia estar rico)!
Hic Hic Hurra

Suspiros de alívio

As previsões apontam no sentido da descida das taxas de juro nos empréstimos ao crédito para habitação, numa altura em que muitos já pensavam como é que conseguiriam desfazer o nó que se apertava na garganta...
Finalmente uma boa notícia!!!!!
Espera-se, a todo o momento, uma comunicação oficial do Palácio de São Bento a confirmar que foi tudo mérito deste Governo, já que sem a sua intervenção rigorosa no plano económico em seis meses à frente da Europa nada disto teria sido possível.
Hic Hic Hurra

Em Belém não houve Janela de salvação


Graças a Meyong, um atleta que aqui vemos em amena cavaqueira com o presidente daquele clube de futebol (que, por sinal, está no clube a fazer figura de corpo presente, ou numa postura muito comum nos políticos que é a de que se as coisas correm bem o mérito é da equipa que eu lidero e se dão para o torto a culpa é do sacana que chefiava o departamento), cujo processo de aquisição e utilização num jogo contra a Naval poderá levar à perda, na secretaria, de seis pontos pelos homens do Restelo.
E tudo porque o futebolista em questão já havia jogado por dois clubes e os regulamentos nacionais não permitiam, nesse caso, a sua utilização.
Não podemos ficar insensíveis às atitudes de meia dúzia de energúmenos que agrediram, verbal e fisicamente, Carlos Janela quando este abandonava as instalações desportivas do clube.
O futebol deve ser um desporto de paixões.
Mas não de violência.
Se responsabilidades existem, ele há lugares próprios para isso, sem necessidade de existirem pseudo-justiceiros que, paladinos do pastel e falhos de açúcar, se aprestam a morder a canela do Janela.
Por outro lado, feito o desabafo, a aldeia não pode deixar de equiparar o sucedido à parábola da ressurreição de Lázaro por Cristo.
É que a Meyong só pode ter sido dito, face às circunstâncias actuais, LEVANTE-se e regresse a Espanha.
Hic Hic Hurra

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Novo tratamento anti-stress

Apresentamos um recente produto que garante a eliminação do stress.
Barato, facilmente acessível a partir de qualquer terminal de internet e com resultados garantidos.
Uma pequena advertência: cria habituação!

Se não acredita, comprove-o você mesmo, clicando no título.

Classic


Reamonn
Colocado por oceanneblue

Hic Hic Hurra

Cordão de solidariedade




A aldeia pede encarecidamente a todos os que nos visitam que se unam numa verdadeira corrente de solidariedade em torno deste pungente caso da vida real.
Julieta é uma menina que sofreu a amarga dor de se ver privada da liberdade e encontra-se encarcerada desde tenra idade.
Vamos lá, pessoal, sejamos humanos e vamos todos dar uma mãozinha à Julieta para que ela possa voltar à sua vida normal.
Aceitam-se inscrições nos comentários.
E, por favor, não digas que não à Julieta, porque isto não é um pedido da treta!
Hic Hic Hurra

Deixe-o K.O. na primeira noite


É este um dos sugestivos títulos que faz a capa da revista feminina Cosmopolitan.

Em especial para as senhoras que queiram evitar despender o valor da publicação para satisfazer a curiosidade, aqui deixamos a receita que a dita revista apresenta.

Vá ao site http://www.academiadeboxe.com/ e inscreva-se!

(desde já deixamos a advertência, às mais entusiastas, que a sugestão é capaz de não ser boa política, atenta a escassez de machos com H grande)

Metropolitano de Lisboa celebra protocolo com a Marinha

E, com efeitos reportados já ao próximo dia 1 de Fevereiro de 2008, vai apresentar as novas composições que irão fazer a ligação entre a estação Baixa-Chiado e Santa Apolónia, no novo troço recentemente inaugurado na chamada linha azul.
Desta maneira, a administração do Metropolitano de Lisboa, sem cortar com a noção de transporte subterrâneo que lhe está na origem, consegue resolver de uma penada o problema das infiltrações nos túneis que, segundo alguns delatores, colocam em causa a segurança dos passageiros e funcionários e, em parco comunicado, esclareceu todos os utentes que agora até agradece que digam que eles metem água.
Na foto, vemos a primeira composição a abordar a zona do Terreiro do Paço, aprestando-se para deixar e levar passageiros, que vão entusiasmados com o "kit" de mergulhador que os acompanha, não vá o Diabo tecê-las!
Sempre na vanguarda dos transportes este país!
Hic Hic Hurra

Explosão na Assembleia Municipal de Évora

Em reunião extraordinária da Assembleia Municipal, ocorrida ao final da noite de ontem, e tendo em atenção as fugas de gás que assolaram aquela cidade, obrigando ao corte do fornecimento daquele serviço público essencial para reparações nas condutas, o presidente daquela edilidade, José Ernesto D'Oliveira foi confrontado com um munícipe muito exaltado que lhe disse das boas, não resistindo a aldeia a transcrever este trecho do diálogo ocorrido entre ambos:
" - Senhor Presidente, devo dizer-lhe que isto é uma falta de respêto por quem trabalha. Ê quero tomar a porra d'um banho e na posso! Ê quero fazer umas migas com carne do alguidáre e na posso! Isto é inadmissível, home!!!! Sabe o que ê lhe digo? Isto é uma merda!!!! É o qu'é!!!! Uma merda!!!!!!"
Tomando a palavra, no uso do seu direito de resposta, o Presidente silenciou o exaltado cidadão dizendo-lhe:
" - Toino, velho amigo, permite-me que te faça uma correcção no raciocínio! Isto não é uma merda, como tu dizes! São apenas gases!"
Hic Hic Hurra

terça-feira, 15 de janeiro de 2008

Classic


Hic Hic Hurra

Lá por fora a Brigada de Trânsito é muito mais profissional


E, numa operação em época natalícia e de final de ano, decidiram fazer um reconhecimento do problema, para ver se entendiam o perfil do bebedor crónico que pega no volante depois de estar com uma tosga monumental.
Ou então, face à inércia geral em lidar com a problemática, socorreram-se do velho chavão: se não os podes vencer, junta-te a eles!
Bebo a isso!!!!
Hic Hic Hurra