sábado, 1 de novembro de 2008

Fisco desmente ter andado a ler mensagens dos funcionários

Depois de se ter sabido que o Ministério das Finanças tinha estado atento ao teor das mensagens de correio electrónico trocadas pelos seus funcionários, este apressou-se a desmentir as notícias vindas a público que criticavam esse tipo de actuação.
De acordo com um porta-voz do Ministério de Teixeira dos Santos, “essas notícias são totalmente falsas e não passam de meros boatos especulativos que constituem verdadeiras atoardas a quem tenta realizar um bom trabalho em prol do contribuinte nacional. O Ministério das Finanças não é nenhum Big Brother e respeita na plenitude todos os seus funcionários. Por outro lado, quem estivesse mais atento perceberia o elevado grau da calúnia que foi perpetrada por ignóbeis seres, a coberto de um anonimato vil e putrefacto, uma vez que para que pudessem escrever as referidas mensagens era preciso que os funcionários soubessem escrevê-las. E, como é público e notório, o nosso trabalho não é as letras, são os números!”.
Tirem lá a prova dos nove a isto, se conseguirem, e enviem-me a dita cuja por e-mail!
Hic Hic Hurra

1 comentário:

carteirista disse...

Como já não estou no activo, nem próactivo, desisto de te dar troco em todos os textos, e fico-me pela admiração perante a qualidade, a singularidade e o fino humor dos vários escritos que aqui deixas, numa maratona facunda e fecunda, digna de alto apreço.
I mean it, não confundir com minuete, dança que (suponho)não praticais nos serões para trabalhadores aí da aldeia.
Forte abraço,Zé.